domingo, 28 de setembro de 2008

Bom tempo apadrinhou festas de Amieira do Tejo

Sob o signo do bom tempo decorreram em Amieira do Tejo os tradicionais festejos em honra de Nossa Senhora da Sanguinheira.
A abrir, no dia 12, um animado baile abrilhantado pelo trio PPR de Gáfete, tendo actuado no intervalo as Contradanças de Alpalhão com os seus lindos trajes.
Deliciaram e fizeram lembrar as marchas e outras danças que aconteciam em Amieira pelo Carnaval, comandadas pelo saudoso amieirense Alfredo Garcia.
No dia seguinte, sábado, aconteceu a sempre esperada tourada à vara larga, desta vez com forcados experimentados, vindos das redondezas e que fizeram questão de abraçar todas as vaquinhas que lhes apareceram pela frente.
Mais tarde, realizou-se a procissão da capela para a igreja matriz, onde a imagem da santa pernoitou. No recinto das festas, seguiu-se o arraial onde o grupo Seara Jovem, actuando desta vez sem chuva, pôde mostrar as suas potencialidades em matéria de música tradicional portuguesa. O arraial avançou noite adentro e os frangos continuavam a debandada a caminho dos estômagos, principalmente dos forasteiros.
No dia 14, realce para a missa dominical seguida de imponente procissão, a que foi dado o nome de “procissão do adeus”, a caminho da sua capela, onde os habituais lenços brancos, mais uma vez, mostraram que em Amieira a fé continua como sempre, no coração dos amieirenses.
Na segunda-feira, como se esperava e devido à abertura das aulas, houve muito menos gente, sendo o arraial abrilhantado pelo já conhecido Nuno José.
Parabéns a quem ainda se vai esforçando para que a tradição continue de pé.
- Jorge Pires in "Jornal de Nisa" nº 263 - 24/9/08