quinta-feira, 27 de setembro de 2007

AINDA AS FESTAS DA SENHORA DA SANGUINHEIRA

Castelo Nun´Álvares no seu esplendor
Ao chegar a Amieira no dia 7 de Setembro à noite, para mais uma festa em honra de Nossa Senhora da Sanguinheira fui contemplada com uma vista maravilhosa que me deixou perplexa e deslumbrada. Avisto lá ao fundo o castelo e só consigo dizer: - Olhem, o castelo está iluminado, está lindo!
Quis parar e assim o fiz, ao pé do eucalipto grande, esse eucalipto que todos bem conhecem. Fiquei ali largos instantes, a contemplar o castelo pois a vista dali era magnífica. Só conseguia dizer: - Está lindo! Lindo!
Ao longe parecia uma tela suspensa no ar... Que lindo estava o castelo todo iluminado, estava no máximo do seu esplendor.
Quis dirigir-me de imediato ao castelo, para vê-lo de mais perto e qual não foi o meu espanto ao ver que a festa estava a decorrer no seu interior.
Só disse: Meu Deus, que espectáculo!
O castelo tomara vida, e que vida. No meio de tanta alegria, havia gente a cantar e a dançar, crianças a correr e a saltar. Que grande felicidade no rosto de todos os presentes.
Entre copos e petiscos, farturas, algodão doce, pipocas e boa música havia encontros de quem há muito não se via e ali matavam a saudade.
Faziam-se novas amizades e quem sabe... tenham nascido novas paixões dentro dessa beleza medieval que é o castelo Nun´Álvares.
E ali estava eu, impávida e serena a assistir a tudo o que se ia passando em meu redor e a tudo o que a minha vista pudesse alcançar. E que mais posso dizer?
Vi e senti que o castelo estava esplendoroso, e com um enorme orgulho e o coração a transbordar de alegria, pude constatar com os meus próprios olhos que, afinal, esta maravilha que é o castelo não está esquecida.
Ana Paula Nunes Horta